• Instituto Solvi

UVS Guamá | Dia do Voluntariado da revitaliza escola de Marituba

A Escola Municipal Santa Lúcia, no bairro Santa Lúcia I, em Marituba (PA), passou por uma ampla revitalização de infraestrutura interna e externa e recebeu doação de brinquedoteca, escorregador e balanços para o parquinho, roupas, livros e material de limpeza, lâmpadas e materiais elétricos.


Fruto do voluntariado de muitos braços: 76 pessoas, entre colaboradores da UVS Guamá Tratamento de Resíduos, professores, funcionários da escola, moradores do bairro e pais de alunos, engajaram-se na ação voluntária, que ocorreu no dia 9 de março, das 8h às 16h, que contou com o apoio do Instituto Solví, e a ONG AIA Déias do Brasil.

Em funcionamento como escola da rede municipal desde o ano 2000, a Santa Lúcia atende 70 crianças, de 4 a 10 anos, em turmas de educação infantil e fundamental. Para a diretora da escola, Profa. Engrácia dos Santos Souza, a experiência de parceria com a empresa foi gratificante. “Comparando a infraestrutura de antes e depois do voluntariado, fica clara como a ação, que envolveu o empenho dos 76 voluntários, foi benéfica, trazendo mais conforto para escola. É recompensador ver o sorriso das crianças e a satisfação dos professores em trabalhar num espaço que atende suas necessidades de infraestrutura para educar”, relata.


Também foram doados livros, roupas, material de limpeza e uma brinquedoteca para as salas de aula. “Mais do que estéticas, as mudanças feitas na ação foram de necessidade de infraestrutura. Por exemplo, antes, nossas aulas ocorriam em condições precárias de iluminação: tinha sala apenas com uma lâmpada. As doações também vão contribuir para apoiar nossa prática pedagógica lúdica e a revitalização da área de lazer tornou-se mais uma motivação para as crianças estarem na escola”, comenta a professora Damiana Duarte.

A troca de vivências com as educadoras e a comunidade foi gratificante para Tatiane Magalhães, da área de Recursos Humanos da Guamá Tratamento de Resíduos, que não mediu esforços para levantar as principais necessidades de melhorias na escola antes da ação de voluntariado. “Ao conhecer as carências da escola, buscamos contribuir com o que foi considerado prioritário pela equipe da Santa Lúcia. Foi emocionante ter o agradecimento dos professores. Foi fundamental também envolver os colaboradores da escola e os pais dos alunos, para eles também valorizarem os esforços na ação e, no dia a dia, defenderem a manutenção das melhorias feitas”, declara Tatiane.